Delphi Tour 2014

O evento Delphi Tour é um dos mais esperados por toda a comunidade Delphi. É através dele que os programadores ficam sabendo de tudo o que está melhorando na ferramenta RAD atualmente mantida pela empresa Embarcadero. No evento, são demonstradas as novas funcionalidades com exemplos práticos e que solucionam muitos dos problemas do cotidiano na vida dos desenvolvedores. Este em questão presenciei em Maringá-PR no dia 05/06/2014.

Depois de muitos anos acompanhando o evento, já é possível observar que o mundo dos ‘Delpheiros’, como são chamados, está mudando drasticamente para a Web e Mobile, porém com a ferramente RAD Studio programadores Delphi ou C++ podem desenvolver aplicativos para Android e iOS sem muito trabalho e mantendo o mesmo código. O desenvolvimento para Windows Phone poderia ser possível, se não fosse a falta de interesse da Microsoft com relação ao assunto. Além disso, o novo mundo traz um leque muito grande de possibilidades. O futuro da computação está rumando para tecnologias Cloud e a ferramenta RAD Studio não poderia ficar de fora. Hoje já é possível escrever webservices em Delphi em poucos minutos e ter uma aplicação potente rodando em questão de dias.

Uma outra funcionalidade muito interessante é a aquisição do componente de acesso a dados ‘AnyDac’, que foi renomeado para ‘FireDac’ e que permite comunicação com bases de dados utilizando os mesmos componentes através de drivers nativos. O que representa um desempenho muito grande na velocidade de acesso aos dados e consequentemente ganho de performance na aplicação final.

No geral, a IDE recebeu muitos componentes novos para trabalhar, inclusive, com o novo Windows 8 da Microsoft, melhorias na IDE, estilos para aplicação, serviços escaláveis com DataSnap, balanceamento de carga com DataSnap, comunicação com JSON (apesar de já estar presente no Delphi XE5), assistente de migração BDE para FireDac, App Thethering para aplicações móveis, Push Notifications e, finalmente mas não menos importante, soluções para trabalhar com Cloud Computing.

Para finalizar, há projetos como aplicativos para SmartTvs, Google Glass entre outros, porém o desenvolvimento massivo dessas tecnologias para a ferramenta RAD depende muito do mercado, ou seja, no momento em que aumentar a demanda destes produtos no mercado mundial, temos a grande chance de ver isso implementado no RAD Studio e poderemos então desenvolver nossas próprias soluções para nossos aparelhos favoritos. Abaixo a lista dos tópicos apresentados:

  • XE6 trouxe melhorias para todos.
  • 95% das aplicações com XE6 entendem o mesmo código para Desktop e Mobile.
  • XE6 é multidispositivo (tablet, smartphone, desktop) e base única (FireDac).
  • Sensores para VCL (utilizados em ultrabooks e Mac).
  • Melhorias de IDE.
  • Componentes para Taskbar do Windows Vista ou maior.
  • Sensores GPS, Acelerômetro, Bússola.
  • LiveBindings agora para VCL e não somente FireMonkey. Não há mais necessidade de DataControls (você consegue ligar uma StringGrid a um ClientDataSet.
  • Aquisição do FireDac.
  • Mapeamento de campos (ex: Configurar um TEdit para aceitar apenas Double).
  • Serviços escalonáveis com DataSnap.
  • Balanceamento de carga nativo com DataSnap.
  • Comunicação por JSON.
  • Melhoria em segurança AES2, HTTPS, ZLib.
  • App Thethering.
  • Assistente de migração BDE/AnyDac para FireDac.
  • Envio de strings e streams por aparelhos pareados.
  • BAAS Cloud.
  • Push Notifications com Parse ou Kinvey.